Dia de São Martinho, lume, castanhas e vinho !

O provérbio mais popular desse dia descreve bem a tradição deste dia : “É dia de São Martinho, comem-se castanhas, prova-se o vinho”. Todos os anos no dia 11 de novembro, celebra-se em Portugal o dia de São Martinho. E tal como manda a tradição, em dia de São Martinho, “lume, castanhas, e vinho”. Estas celebrações marcam a chegada definitiva do tempo frio e do Outono e a maturação do vinho novo que os portugueses provem. Com as folhas dos árvores a amarelarem-se, o Sol que teima em esconder-se sobre o manto de nuvens, o calor proporcionado pela dúzia de castanhas e um copo de vinho é mesmo reconfortante. Em familias o entre amigos, os portugueses comem no dia de São Martinho, as castanhas quentinhas e se bebe o vinho novo.

A história de S. Martinho

São Martinho, também conhecido por S. Martinho de Tours, cidade onde foi bispo, nasceu em Panónia, na Hungria, em 316 DC. Filho de um oficial romano, iniciou a carreira das armas ao 15 anos, mas manifestou desde cedo o desejo de ser monge. No entanto, serviu na guarda imperial até aos 40 anos, idade em que abandonou a vida castrense, tendo ido ao encontro de Santo Hilário, bispo de Poitiers, que lhe conferiu ordens sacras e lhe deu a oportunidade de entrar na vida religiosa. Já bispo de Tours, vivia como um monge, fora da cidade, num local modesto, mais tarde transformado num mosteiro.

Certo dia de Novembro, muito frio e chuvoso, estando em França ao serviço do Imperador, ia Martinho no seu cavalo a caminho da cidade de Amiens quando, de repente, começou uma terrível tempestade. A certa altura surgiu à beira da estrada um pobre mendigo cheio de fome e frio. O soldado, conhecido pela sua generosidade, tirou de imediato a sua capa e com a espada cortou-a ao meio, cobrindo o mendigo com uma das partes. Mais à frente, encontrou outro pobre homem cheio de frio e ofereceu-lhe a outra metade. Já sem capa, Martinho continuou a sua viagem ao frio e ao vento quando, de repente, como por milagre, o céu se abriu, afastando a tempestade. Os raios de sol começaram a aquecer a terra e o bom tempo prolongou-se por cerca de três dias. Desde essa altura, todos os anos, por volta do dia 11 de novembro, surgem esses dias de calor, aos quais se chama “verão de S. Martinho”.

Castanhas (1)

Celebrating Saint Martin’s Day !

The most popular saying related to Saint Martin’s Day perfectly reflects the tradition of this day:  “It is St. Martin’s Day, we’ll eat chestnuts, we’ll taste the wine”. Every year on the 11th of November, the Portuguese celebrate St. Martin’s Day which is associated to the arrival of cold season and to the maturation of the year’s wine. It is traditionally celebrated around a bonfire in family or with friends, people eat chestnuts and drink the new wine to warm up.

The legend of St. Martin

St. Martin also known as St. Martin of Tours, was Bishop of Tours, was born in Pannonia in Hungary in 316 AD. As the son of a veteran officer, St. Martin at 15 joined the Roman army but has always wished to become a monk. He also served the Royal Guard until age 40 when he decided to go to a monastery. It is understood that he led a quiet and simple life.The most famous legend of his life is that he once cut his cloak in half to share with a beggar during a snowstorm, to save the beggar from dying from the cold. That night he dreamed that Jesus was wearing the half-cloak. Martin heard Jesus say to the angels: “Here is Martin, the Roman soldier who is not baptised; he has clothed me”.

Castanhas (2) Castanhas (3) Castanhas (4)

 

Châtaignes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s