Chaves, na Via Romana XVII

Aquae Flaviae, a designação romana da cidade de Chaves, foi uma cidade comercial e religiosa muito importante na provincia romana da Galécia. Hoje podemos ver ainda ums vestígios da época como a ponte romana, castros, miliarios, o as termas que sobreviverem ao tempo, mas otras não resistiram as novas construção e modernidade o não são muitos visíveis: as antigas estradas romanas. Nesta época, Chaves alias Aquae Flaviae era parte da Via XVII do itinerário romano de Antonino que ligava Bracara Augusta (Braga) a Astúrica Augusta (Astorga), tendo-se desenvolvido em torno de um importante balneário termal e centro religioso dedicado às Ninfas.

Com cerca de 365 quilômetros, a via XVII começava a Bracara Augusta (actual Braga) e atravessava Povoa de Lanhoso, Salacia (actual Vieira do Minho), Praesidium Caladunum (actual Montalegre), Boticas, Aquae Flaviae (actual Chaves), Pinetum (actual Valpaços), Mirandela, Macedo de Cavaleiros, Reboretum (actual Vinhais), Compleutica (actual Bragança), Veniatia (actual Figueruelas de Arriba San Pedro de la Herreria), Petavonium (Santibáñez de Vidriales) até chegar a Astúrica Augusta (actual Astorga) em Espanha.

A Via XVII percorre o território  de Chaves ao longo de 28 quilômetros, que atravessam as Freguesias de Seara Velha, Soutelo, Valdanta, Casa dos Montes, Santa Maria Maior, Madalena, Eiras e S. Julião.

Se olhamos com mais atenção, veremos que a Via Romana XVII que atravessava a cidade de Chaves está hoje em dia representada por ums cilindros metálicos que foram colocados em tres lugares na cidade de Chaves: no largo do Anjo ao sair da Rua Direita, no Largo de Arrabalde e na Madalena e que são lá para nos recordar que Chaves era uma vila central na época do imperador Augusto.

 

Chaves along the Roman Road XVII

Aquae Flaviae, the Roman name for the city of Chaves, was a very important commercial and religious city in the Roman province of Galécia. Today, we can still see some Roman vestiges like the Roman Bridge, fortified camps, milestones or the Hot Springs which have survived over time, but others did not resist to the modern constructions or are not quite visible: the ancient Roman roads. At that time, Chaves alias Aquae Flaviae was part of the Roman Road XVII which belonged to the Antonine Itinerary and connected Bracara Augusta (Braga) to Astúrica Augusta (Astorga). Thus, Chaves became an important city with its spa facility and a religious center dedicated to the Nymphs.

With nearly 365 km, the Roman Road XVII started at a Bracara Augusta (Braga) and crossed the following cities : Povoa de Lanhoso, Salacia (Vieira do Minho), Praesidium Caladunum (Montalegre), Boticas, Aquae Flaviae (Chaves), Pinetum (Valpaços), Mirandela, Macedo de Cavaleiros, Reboretum (Vinhais), Compleutica (Bragança), Veniatia (Figueruelas de Arriba San Pedro de la Herreria), Petavonium (Santibáñez de Vidriales) until it reached Astúrica Augusta (Astorga) in Spain.

If we look closer, we can see that the Roman Road XVII which crossed the city of Chaves is represented today by a couple of metallic cylinders that were installed in 3 places in the city: Largo do Anjo/ Rua Direita, Largo de Arrabalde and in Madalena, and they are there to remind us that Chaves was once a key city under Emperor Augusto period. 

Vias Augustas Vias Romanas 2

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s