A Rosa dos Ventos lisboeta

No terreiro de acesso ao Padrão dos Descobrimentos, existe um Rosa-dos-Ventos magnífica. A mais bela vista para ver toda a Rosa do vento é do topo do Padrão do Descobrimentos. A entrada para um adulto é de 6€ para subir até lá cima. Foi a República da África do Sul que ofereceu esta Rosa-dos-Ventos com 50 metros de diâmetro, executada em cantaria de calcário liós … Continue a ler A Rosa dos Ventos lisboeta

Universidade de Coimbra – A Biblioteca Joanina

A Biblioteca Joanina, elogiada por sua riqueza e beleza barroca, supera todos os edifícios da Universidade de Coimbra. Suas três imponentes salas conectadas são, sem dúvida, a biblioteca mais sumptuosa do mundo, graças à perspectiva criada pelos afrescos trompe-l’oeil do teto e às prateleiras de madeira esculpida e pintada, decoradas com chinoiserie, de ouro e de mármore.Colunas cônicas sustentam as prateleiras, pesadas, com cerca de … Continue a ler Universidade de Coimbra – A Biblioteca Joanina

Universidade de Coimbra – O Paço Real

O Paço Real era o local destinado aos aposentos do Rei de Portugal, quando em Coimbra. Foi adquirido pela Universidade de Coimbra à família real em 1597.  É neste espaço que encontra os locais mais emblemáticos do quotidiano da Universidade, mas também tiveram lugar aqui momentos chave da História de Portugal. Mudou consideravelmente ao longo de sua existência milenar, especialmente entre as reformas dos séculos … Continue a ler Universidade de Coimbra – O Paço Real

O Cruzeiro de Oura

O Cruzeiro de Oura fica no denominado largo do Cruzeiro junto à antiga capela da aldeia. Data de 1759, segundo a numeração romana que está gravada na cornija. Este Cruzeiro é conhecido por ser um dos mais eleborados do Concelho de Chaves.  O conjunto escultórico todo em granito, tem uma plataforma com três degraus, dado e cornija. O dado tem esculpido um quadrifólio; o fuste … Continue a ler O Cruzeiro de Oura

A Panificadora de Chaves, obra de Nadir Afonso

A Panificadora de Chaves foi projetada por Nadir Afonso, arquitecto, pintor e pensador flaviense e finalizada em 1962. A história da Panificadora de Chaves começa pouco antes quando Nadir Afonso foi contratado pelos dois principais padeiros da cidade, João António César e José Teixeira de Sousa Chaves, para projetar um edifício onde estes pudessem fundir todos os seus estabelecimentos e empresas, dando assim origem à … Continue a ler A Panificadora de Chaves, obra de Nadir Afonso