Rua flaviense : a Rua Direita

A Rua Direita é uma rua animada e comercial que fica no centro medieval de Chaves e apesar do seu nome, é a rua mais torta de Chaves. Esta rua, uma das mais pitorescas da cidade, conta com algumas casas tradicionais com varandas de traço medieval. Na Idade Média, a vila de Chaves estava cercada de muralhas e a população que habitava no interior muralhado … Continue a ler Rua flaviense : a Rua Direita

A Capela de Nossa Senhora das Brotas no Forte de S. Neutel

Localizada dentro do Forte de São Neutel no Alto da Trindade, a Capela de Nossa Senhora das Brotas sempre foi conhecida por capela de Santo Eleutério, abade que foi da sagrada religião beneditina cuja imagem se encontrava antes na entrada da porta e dentro da capela. No passado, o Forte de São Neutel também era denominado Forte de Santo Eleutério, era ainda o caso no … Continue a ler A Capela de Nossa Senhora das Brotas no Forte de S. Neutel

A Panificadora de Chaves, obra de Nadir Afonso

A Panificadora de Chaves foi projetada por Nadir Afonso, arquitecto, pintor e pensador flaviense e finalizada em 1962. A história da Panificadora de Chaves começa pouco antes quando Nadir Afonso foi contratado pelos dois principais padeiros da cidade, João António César e José Teixeira de Sousa Chaves, para projetar um edifício onde estes pudessem fundir todos os seus estabelecimentos e empresas, dando assim origem à … Continue a ler A Panificadora de Chaves, obra de Nadir Afonso

Pormenor da Igreja da Misericórdia : escultura da Senhora do Manto

No frontão da Igreja da Misericórdia em Chaves, há um nicho onde se vislumbra uma escultura da Senhora do Manto e que abriga sob o seu manto todos os mais necessitados de todas as classes sociais, um dos símbolo de maior significado para as Misericórdias. Detail of the Church of Mercy: sculpture of Our Lady of the Cloak Coat On the pediment of the Misericordia … Continue a ler Pormenor da Igreja da Misericórdia : escultura da Senhora do Manto

Alminha em honra de Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia é sa Santa das causas impossíveis, do coração angustiado e a alma oprimida. Uma alminha desta Santa se encontra em Chaves num nicho localizado na rua que, na minha opinião, é a rua mais linda da cidade : a rua Caneiro, uma pequena rua calma, com uma passarela que atravessa um canal, que se esconde por trás da grande Avenida Dom … Continue a ler Alminha em honra de Santa Rita de Cássia

Azulejo alusivo as águas curativas

As Caldas são um verdadeiro tesouro para os flavienses e pertencem à nossa identidade. Partilho hoje uma fotografia dum painel de azulejo muito lindo que se encontram na Igreja da Misericórdia, localizada na Praça de Camões, no centro histórico de Chaves. O painel do século XVII, é alusivo a “Piscina Probática” de Jerusalém. A água curava os enfermos ou pela sua acção ou pela dos … Continue a ler Azulejo alusivo as águas curativas

O Monumento da Grande Guerra

O Largo do Monumento é também ponte de encontro e de festa para os flavienses nas grandes ocasiões como em Julho 2016 quando Portugal o grande vencedor do UEFA EURO 2016 ou quando a equipa de futebol de  Chaves vence jogos. A construção do Monumento da Grande Guerra foi inciado em 1921 no Largo do Monumento aos Mortos da Grande Guerra, no centro da cidade de Chaves. … Continue a ler O Monumento da Grande Guerra

Lápide na Torre de Menagem de Chaves

Em 08/06/1920 foi inaugurada um lápide comemorativa dos Oficiais, Sargentos e Praças do RI19 mortos pela pátria, em África e França, que está fixada na face Oeste da Torre de Menagem do Castelo de Chaves. Nessa lápide, estão registados 33 mortos em África (1914) e 45 mortos na Grande Guerra em França (1917-1918), sendo estes últimos originários de sete concelhos : Vila Pouca de Aguiar, … Continue a ler Lápide na Torre de Menagem de Chaves

Jantar tradicional na Adega Faustino

Adega Faustino é um restaurante típico incontornável em Chaves com comida regional e caseira, que está instalado desde 1992 numa casa com cerca de um século de existência. Ao abrigo das ruas principais, na Travessa Cândido Reis, detrás de grandes portas vermelhas, descobrimos uma espécie de hangar ampla e bem iluminada com os madeiramentos visíveis, oposta a tradicional taverna escura e confinada, e onde o … Continue a ler Jantar tradicional na Adega Faustino